Mensagem às Paróquias da Arquidiocese de Curitiba – Semana da Vida 2018

Por: Paulo Cesar Starke JuniorEm: Notícias


SEMANA NACIONAL DA VIDA 01 a 08 de outubro/2018.

“Grandiosa é a obra à qual vos chamamos, obra de educação, de progresso e de amor, assente sobre o fundamento dos ensinamentos da Igreja. Obra grandiosa, na verdade, para o mundo e para a Igreja, temos disso a convicção íntima, visto que o homem não poderá encontrar a verdadeira felicidade, à qual aspira com todo o seu ser, senão no respeito pelas leis inscritas por Deus na sua natureza e que ele deve observar com inteligência e com amor” (Humanae Vitae, 31).

Neste ano de 2018, em que a Igreja do mundo inteiro celebra os 50 anos de publicação da Carta Encíclica Humanae Vitae do bem-aventurado Papa Paulo VI, a SEMANA DA VIDA estará bem marcada pela proposta de orientação apresentada neste importante documento.

Passado meio século desde a sua divulgação, todas as pessoas de boa-vontade são chamadas a refletir, a partir do contexto atual, sobre as mudanças e os desafios que ainda ressoam em nossos dias no que diz respeito à dignidade da vida humana desde a sua concepção, muitas vezes sufocada pela proposta mundial do controle populacional. Esta semana será um tempo oportuno para agradecermos a Deus pelo dom da vida e exortar os cristãos a se comprometerem cada vez mais por um mundo mais justo onde a vida humana seja preservada em todos os seus níveis.

Favorece igualmente esta proposta a instituição do Ano do Laicato que tem como fim animar os fiéis leigos em sua missão de sujeitos da Igreja em saída. Direcionado especialmente aos casais, em sua importante missão de transmitir a vida em colaboração livre e responsável com Deus criador (HV1), o documento de Paulo VI exorta especialmente a prática do Apostolado dos leigos no sentido de comunicar aos outros a inestimável experiência do amor conjugal que gera e desenvolve a vida.

Vale lembrar que anualmente a Comissão da Família e da Vida realiza o Seminário da Vida para auxiliar os agentes das diversas pastorais, em ações voltadas à Defesa da Vida. Neste ano, aproveitando os cinquenta anos da publicação da Encíclica Humanae Vitae, o tema será: “Os 50 anos da Encíclica sobre a vida humana: perspectivas e desafios”. O seminário será no dia 29/09/2018 (mais informações em www.seminariodavida.com.br).

Deste modo, confiantes na proposta segura do Magistério, sugerimos que as atividades as serem realizadas durante o mês de outubro sejam de fato as que nos identificam como “uma Igreja em saída” para sermos, também nós, discípulos, anunciadores e testemunhas do Deus da Vida.

Sugerimos que as paróquias:

    1. Planejem ações para todo o mês de outubro.
    2. Preparem missa de abertura da Semana da Vida no dia 01 de outubro com a participação de todas as forças vivas da Igreja motivando a comunidade a participar.
    3. Convidem e divulguem nas respectivas paróquias, o Seminário da Vida que ocorrerá no sábado, dia 29 de setembro, no qual serão apresentados os temas e ações relevantes no âmbito da defesa da vida desde a concepção até o seu fim natural.
    4. Realizem os encontros nas casas conforme os temas do Subsídio Hora da Vida. Que os encontros aconteçam nas casas conforme a organização da paróquia (grupos de reflexão, pequenas comunidades, famílias que recebem a capelinha, famílias dos catequizandos, famílias de dizimistas, etc). Os encontros não precisam ser diários uma vez que a posposta é para o mês todo.
    5. Visitem as famílias nas quais haja mulheres grávidas fazendo a benção específica.
    6. Realizem os Encontros do Guia de Acompanhamento de Gestantes elaborado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar.
    7. Realizem Benção para os casais que querem engravidar.
    8. Realizem a benção dos homens que serão pais.
    9. Visitem as famílias nas quais haja pessoas doentes.
    10. Meditem os mistérios do Rosário (mistérios gozosos, dolorosos, gloriosos e luminosos) em lugares públicos, como por exemplo, praças, na intenção dos Nascituros e por aqueles que foram vitimas do aborto.
    11. Realizem benção das crianças. Comemorem o Dia das Crianças de forma festiva.
    12. Celebrem o Dia da Padroeira do Brasil de forma festiva e com a coroação de Nossa Senhora.
    13. Levem Maria para visitar as pessoas: nas Unidades Básicas de Saúde, nos hospitais, maternidades, no lar de idosos, nos orfanatos, nas casas de repouso, nas casas de recuperação.
    14. Visitem maternidades para levar a benção especifica.
    15. Realizem Celebração Eucarística que destaque o “Dia do Nascituro” (08 de outubro).
    16. Realizem a Celebração da Vida sugerida no subsídio Hora da Vida.
    17. Realizem Adoração ao Santíssimo Sacramento. Vigília da Vida Nascente – proposta pelo Papa Francisco.
    18. Produzam material para divulgação das atividades.

Também em preparação para esta tão importante Semana, teremos o VI SEMINÁRIO DA VIDA, realizado juntamente com a CASA Pró-Vida Mãe Imaculada. Que todas as paróquias da Arquidiocese de Curitiba tanham representação no evento. As inscrições estão abertas no site www.seminariodavida.com.br.

A Casa Pró-Vida Mãe Imaculada se dispõe, por meio do seu Núcleo de Estudos e Formação, a fazer palestras nas paróquias que o desejarem. Para tanto, entrar em contato pelo e-mail formacao@casaprovidami.com.br.

Desejamos que Semana da Vida seja Santa em sua paróquia!

Coordenação Arquidiocesana da Comissão Família e Vida

Curitiba, setembro de 2018.

 

Faça o download desta carta em PDF: SUGESTÃO PARA AS PARÓQUIAS SEMANA DA VIDA 2018.

 

Seminário da Vida 2018